adeehmello

Oi seja bem-vindo(a), como se sente?

Quando a felicidade pode ser compartilhada


Eu queria deixar registrado aqui a falta que ta me fazendo a pessoinha que me fez ter a vontade de escrever esse post. É um ser humaninho que devido à coisas do tempo a gente nem se encontra muito mesmo morando bem pertinho um do outro, e agora com essa quarentena é que ficou ruim de marcar um pastelzinho de rua pra comer com refri de noite. Mas a gente marca sim, deixa passar isso tudo! Saudades de ti Elinha, uma friend que eu guardo na minha alma pra sempre. Parece despedida não é? Mas é não, é só pra ficar registrado o quanto tu mora no meu coraçãozinho. ♥

Esses meses me fizeram pensar muito sobre alguns aspectos da minha vida. Sabe quando a gente leva algumas coisas da vida e consegue aprender algo com aquilo tudo? Pois é isso mesmo que aconteceu comigo, a vida me mostrou muita coisa para que eu pudesse tomar algumas decisões sobre ela. E não é fácil porque a gente sempre vai ter um leque de opções e nunca saberá qual vai ser o caminho certo, mas é preciso tentar, tentar sempre. E como eu gosto sempre de não pensar em lado bom e lado ruim, eu prefiro ficar apenas com o lado bom, assim o lado ruim pode me servir como aprendizado caso algo não dê certo. O que no final de tudo se tornam apenas coisas boas, pelo lado bom e pelo lado do aprendizado.

Eu sou uma pessoa bastante reservada, e a maioria do meu tempo eu costumo escrever ou pensar. Eu costumo dizer que para saber sobre a minha vida, leia o que eu escrevo e se tiver como algum dia na vida for possível, leia minha mente, hehe. Acho que só assim pra você me conhecer por inteiro. Por ser reservado acho que eu limito um pouco opiniões alheias sobre alguns pontos da minha vida, o que é bom já que eu tenho total controle sobre o que eu faço ou deixo de fazer, mas que também pode ser ruim para mim porque eu penso demais, e acabo procurando defeitos em muitas coisas.

O fato é: eu sou ansioso, e ao mesmo tempo em que estou construindo meu futuro, eu estou planejando o que eu já vou fazer depois de concluir esse objetivo atual. Ser reservado nesse ponto é bom porque eu posso construir meus objetivos em silêncio, mas ao mesmo tempo eu sinto a necessidade de saber o que alguém que está próximo de mim acha sobre isso tudo. Só que é preciso bastante atenção à quem a gente deve fazer esse tipo de questionamento, estamos falando sobre a nossa própria vida, e nem sempre as pessoas estão ali do nosso lado para nos ajudar. Seja seletivo quando o assunto é expor seus objetivos.

Mas porque preciso dizer isso pra poder falar sobre felicidade compartilhada? Sabe aquela garota que eu falei logo acima no post, esses dias eu fui contar a ela sobre algumas mudanças que eu tomei na minha vida acadêmica e futuramente profissional. E esse anjo (ai te adoro Elinha ♥), me deu um apoio mais do que especial. Sabe aquelas pessoas que quando falam pra você que você consegue e que é pra continuar nesse caminho, com uma energia tão boa que é capaz de ultrapassar a telinha do celular e conseguir parecer como se fosse um abraço bem legal dizendo "vai dar tudo certo"? Elinha é essa pessoa. Acho que nunca escrevi nada aqui falando de um amigo, de alguém especial da minha vida, e a primeira vez que escrevo é sobre esse ser que eu amo muito.

Quando a felicidade é compartilhada com as pessoas certas ela se torna mais do que especial, ela se torna parte do seu corpo, dos seus sentimentos. Sabe porque devemos escolher bem a pessoa na qual a gente pode expor esses pontos do nosso cotidiano? Porque a energia que nos envolve é diferente. Elinha é uma pessoa que faz parte da minha vida a algum tempo, é sem dúvida meu tesouro, é a pessoa que se eu tiver lá na frente com minha vida caminhada e ela também com sua vida perfeita, eu vou fazer de tudo para manter contato, para estar perto. É a amizade que eu quero levar pra vida inteira! 

A gente se conheceu no ensino médio e desde então a gente mantém contato a todo momento. Como eu falei antes as vezes a rotina e o tempo faz a gente não se falar tanto, mas sabe aqueles amigos que pode passar uns dias ou semanas sem se ver, mas que quando encontra você sente que nada mudou? Elinha é esse tipo de pessoa. A gente pode estar em rumos diferentes, em tempos diferentes e com atividades diferentes, mas isso não muda nada em nenhum quesito a nossa amizade. A gente já brigou, a gente já se separou e se juntou, mas qual amizade não é assim?

Eu sinto que eu posso sim compartilhar meus momentos felizes com ela. É a pessoa que eu tenho bastante confiança e que defenderei com todas as minhas forças, porque vale a pena, vale a pena lutar por gente assim, vale a pena estar próximo de pessoas assim. Eu estou escrevendo e me lembrando de quando a gente deitava na grama lá no colégio, só pra falar besteira e ouvir música, e naquela vez que eu não sabia onde a gente ia comer o pastelzão de rua e eu fiquei morrendo de medo daquela rua escura que eu nunca tinha ido ali, mas eu fui e foi engraçado! Também lembro dos dias em que a gente ficava duas ou três horas conversando no telefone, eu odeio quem liga pra mim, mas a coisa muda quando a pessoa é uma friend especial e acaba que a gente dá o braço à torcer, hehe. Foi esse mesmo ser humaninho que me mostrou essa música logo abaixo, ela é muito linda!


Me lembrei também que assim que tem a virada do ano, uns 5 à 10min depois ou eu te ligo ou tu me liga pra dizer feliz ano novo. E isso é bom, isso é massa! Esse post é pra dizer o quanto é bom a gente ter alguém para contar nossa vida, de forma que esses pequenos detalhes que mostramos não seja usado contra a gente algum dia. Falar sobre aspectos da nossa própria vida é algo sério, e não devemos abrir nossos sonhos, fraquezas e forças para qualquer um. Por isso te falo novamente, neste quesito seja bem seletivo quanto a sua confiança.

É bom saber que a gente tem alguém que pode rir e compartilhar felicidade. É bom ainda mais saber que essa pessoa está perto da gente. Saber que a gente pode falar de tudo, pode contar de tudo. Me lembro também que quase sempre eu chego pra ela e falo assim "preciso te contar uma coisa" ou então "eu acho que fiz alguma besteira novamente". Acho que metade das vezes em que falei isso ela já sabia do que se tratava, hehe. Virou automático saber de tudo isso. Se você tem alguém em que se sente confortável assim, valorize, nem todo mundo é desse jeito!

Criei esse post mais pra falar disso mesmo, sobre confiança. Coisa que hoje em dia está raro e que precisamos ao máximo zelar pelas pessoas que despertam esse sentimento na gente. Deu vontade de escrever sobre pessoas assim como Elinha, gente boa, gente do bem. Pessoas que muitos de nós só damos o valor necessário quando perdemos e a gente não pode deixar que isso aconteça. Elinha obrigado por tudo, obrigado por me ouvir mesmo sabendo que algumas coisas acontecem porque eu sou muito bobo, obrigado por fazer do meu ensino médio algo maravilhoso, obrigado por estar perto mesmo quando a gente tem destinos diferentes, obrigado por manter contato e por fazer questão de que seja assim. Obrigado por ser essa pessoa boa que tu és, de espírito bom, amável e doidinha também, obrigado também pelas broncas porque eu sei que quando tu faz "Oh Adeeeee" lá vem, hehehehe. Obrigado por existir, por fazer parte da minha vida agora e sempre, por se tornar inspiração em um post aqui no meu cantinho, e por ser a primeira pessoa que descrevo aqui no meu diário virtual. Obrigado por tudo, eu sempre estarei contigo, sempre! Te amo.♥

E você, já mandou um eu te amo para o seu melhor amigo hoje?


Comentários

SIGA POR E-MAIL