21/03/2020

Psicologia e quarentena: mantendo a saúde mental


Quarentena! É chegamos a esse ponto, na verdade acho que se o planeta inteiro tomasse essa decisão a gente acabaria muito mais rápido com tudo isso. Mas por vários fatores vamos seguindo e pedindo para que cada um faça a sua parte. Então antes de qualquer coisa, qualquer leitura, qualquer entretenimento, vou deixar aquela velha frase que vocês estão lendo e ouvindo por aí a fora muitas vezes mas que vale muito a pena ser dita, ouvida ou lida mais do que já foi. FIQUEM EM CASA, por você, por quem está na sua casa, por todos nós. Faça sua parte, você pode achar que é um apenas, e que é pouco, mas você está ajudando a salvar a vida de muita gente! Fique em casa! ♥

Mas porque estamos de quarentena? A resposta é simples, para a diminuição do contágio de vírus de pessoa pra pessoa. Como a Covid-19 pode ser contraída através do ar, do toque e de outras formas bem simples e que temos o hábito de fazer no nosso dia a dia, a recomendação é ficar em casa. Pensa comigo: uma pessoa está com Coronavírus e não sabe, logo você que é amigo dessa pessoa que ainda não sabe e não manifestou nenhum sintoma até agora pega também, isso seria um problema certo? Agora imagina com todo mundo levando uma vida normal no mundo inteiro andando pelas ruas livremente. Pois era exatamente isso que estava acontecendo, e em países como o nosso por exemplo a determinação feita pelo Ministério da Saúde, é o isolamento social.

A primeira coisa que pensei diante de tudo isso foi como o nosso país é caloroso e amoroso. Não é difícil ver amigos na rua tirando fotos juntos, dividindo um sorvete, casais se abraçando e parentes em festa dançando juntos na maior alegria. Beijos e abraços aqui nesse país, é o que mais se ver. E que bom que nós temos esse carinho todo um pelo outro como também sabemos acolher super bem quem vem de fora. Mas diante da pandemia mundial que estamos vivendo esses hábitos de amor e carinho, teremos que dar uma pausa em tudo isso. Deixa eu te falar uma coisa: a gente sobrevive sem um abraço e um beijo hoje sim. Na verdade a gente vai se distanciar hoje pra poder abraçar e amar amanhã sem medo algum. Fica tranquilo, vai dar tudo certo! ♥

Diante dos acontecimentos a nossa mente requer bastante atenção nesse quesito também. Estamos em constante contato e convívio social, e retirar isso de uma hora pra outra pode causar pontos negativos e que influenciam nos nossos comportamentos futuros. Isolamento social é quando uma pessoa ou um grupo de pessoas descartam a possibilidades de terem atividades sociais passando a não ter mais esse comportamento no seu dia a dia por conta de algum motivo interno seu ou por terceiros. Mas como assim? É simples: naturalmente temos o comportamento de interagir e estar sempre em comunhão com as pessoas, mas nesse momento isso está totalmente proibido. Nesse caso o isolamento não foi causado por alguém e sim por algo, ou seja, independe de todos nós. O isolamento social que no caso esse nós fomos pegos de surpresa, deve ser algo de bastante atenção psicológica.

A interação social está ligada diretamente aos aspectos de crescimento pessoal. Ela é mais do que uma conversa em família, é com gente que você se identifica mais dentro desse ambiente, é interação por laços de amizade, e isso tudo contribui para que a gente possa se tornar seres humanos melhores a cada dia. Assim como a gente pode aprender a ter sentimentos um pelo outro, empatia, ajudar cada num do jeito que podemos e da melhor forma, e também estar juntos para superar medos, desafios e ter alguém por perto para comemorar nossos acertos e vitórias!

O convívio social é essencial para todos nós. Mas e como fica a nossa saúde mental? Como disse a presidente do CFP - Conselho Federal de Psicologia, Ana Sandra "cuidar dos profissionais da saúde e da assistência social nesse momento de crise significa proteger toda a sociedade". O isolamento social é para toda a população, mas a gente sabe que para cuidar de gente é preciso gente. Então as pessoas da área da saúde estão se revesando dia e noite para garantir a melhora do nosso país e do nosso mundo também o quanto antes. Médicos, enfermeiros, infectologistas, psicólogos e muitos outros e até mesmo voluntários estão nessa luta.

Mas e como ficam os acolhimentos psicológicos nesse período? Assim como está escrito logo acima os cuidados são para todas as pessoas, incluindo os psicólogos de todo mundo. O ideal nessas horas é você entrar em contato com o seu psicólogo ou se você não tem, entre em contato com alguém que possa te indicar o contato de algum mais próximo de você e que vocês possam conversar para obter o acolhimento online. Isso mesmo, de acordo com as normativas do Conselho Federal de Psicologia, Resolução CFP nº 011/2018, essa resolução concede o exercício profissional através de tecnologias da informação e comunicação.

ATENÇÃO SERES HUMANOS LINDOS: dá uma olhada nessa matéria aqui muito linda, onde psicólogos oferecem acolhimento online para combater ansiedade pelo isolamento. Acesse aqui!

Psicologia e quarentena: mantendo a saúde mental. No meio disso tudo, a gente tem que procurar não só ajuda profissional, mas também uma autoajuda, alí mesmo dentro de casa. A nossa saúde mental nessas horas é essencial, até porque não estamos em casa apenas para não pegar o vírus, mas também para não acabar saindo e depois trazendo para dentro de casa e acabar infectando quem tanto amamos. O isolamento social pode ser o motivo de muitas ansiedades nessas horas, preocupações, medos e angústias. Só que não é apenas isso, a gente pode passar a se acostumar com essa solidão, andando e vagando por esse mundo frio e sozinho, o que não é nada legal.

Por isso eu vim aqui trazer pra vocês alguns pontos que podem melhorar não só a sua saúde mental, como também a de quem está junto à você aí na sua casa, todos se cuidando e o mais importante: no amor e carinho um do outro.

INFORMAÇÕES E INFORMAÇÕES: 
Nesses períodos onde a humanidade passa por algum choque de informação, é comum o uso dela pra deixar as coisas mais intensas e chocantes. Eu peço para que nem tudo o que se posta nas redes sociais você acredite. E o mais importante: mesmo que você veja várias notícias sobre essa pandemia, dá uma observada se é verdadeira ou não, se vem de fonte confiável ou não. A gente se prende muito às coisas que são mandadas pelos amigos e família através dos nossos grupinhos particulares, mas pode acontecer do seu amigo ou familiar também nem saber de onde aquilo surgiu. Não custa nada procurar informações válidas.

O medo e a preocupação diante das mudanças bruscas e incertezas sobre a nossa saúde e vida, assim como a das pessoas que gostamos é normal nessas horas. O que podemos fazer é não compartilhar tanta notícia ruim, tantos números ruins, tanto sofrimento. Isso atrapalha a tua saúde mental, e quando se mostra isso dentro de casa o medo se espalha, e acaba se tornando um medo compartilhado. Ao invés de compartilhar notícias ruins assim, foca nas notícias boas, e que dê algum tipo de esperança, que faça as pessoas daquele ambiente se sentirem bem naquele local, mesmo sem poder compartilhar isso com o mundo. Aliás até podemos sim, tá em casa agora? Compartilha uma foto linda ao lado de quem você ama, ao lado de quem você cuida.

ROTINA PRA QUE TE QUERO?
Estabelecer uma rotina nessas horas é essencial. Você já fez as compras de mantimentos para esse período de quarentena? Pois bem, a hora agora é de fazer uma listinha das coisas que você pode fazer aí dentro mesmo, juntando tudo em seus devidos horários. Colocando primeiramente um horário pra acordar e dormir, em seguida os horários das suas refeições sem passar dos horários estabelecidos por você mesmo, e depois administrar esse tempo com um horário para o lazer e outro para as obrigações de casa. Ah! Isso é bom pra manter o diálogo, risadas e manter uma vida agradável e feliz, mesmo que em alguns tempos a gente possa não se sentir completamente feliz, a gente arruma um jeito, certeza!

AS PESSOAS ESTÃO PRÓXIMAS SIM, PODE CONFIAR:
Quarentena, é cada um na sua casa certo? Mas quem disse que isso é motivo pra ficar 100% longe das pessoas? Não, não, não! Existe uma coisa maravilhosa na nossa vida que aproxima as pessoas de qualquer lugar do planeta, essa coisinha linda se chama tecnologia! Sabe aquele grupo com as pessoas inteiras da faculdade? Sabe aquele grupo da família, até com parentes que moram longe? E o grupo da rua onde a gente mora, você também tem? É hora de marcar uma vídeo chamada com esse pessoal todo agora! A tecnologia pode ajudar muito nessas horas.

Uma dica especial: você conhece alguém que não tem uma saúde mental muito legal e que precisa de ajuda? Liga pra essa pessoa, fica numa chamada com ela falando besteiras por umas 4, ou 5 horas. Marca uns jogos online vocês dois, tem muito jogo da velha e sinuca pra morrer de rir por aí. As opções são inúmeras pra fazer pessoas felizes nessas horas, o que é preciso pra fazer tudo isso, é apenas conexão, e eu não estou falando de internet, é conexão mental, de amizade, de amor, de carinho, de cuidado!
Transpareça amor mesmo à distância! ♥
O momento é ruim, a gente sabe, mas que é necessário adaptações. Eu por exemplo: minhas aulas agora serão ministradas no formato EAD. Meu curso de psicologia é totalmente presencial, mas por questões maiores, no caso o coronavírus, o MEC aprovou a abertura da Portaria nº 343 de 17 de Março de 2020, que dispõe a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais em casos críticos como o que estamos vivendo agora. Imediatamente, os professores e coordenadores da instituição de ensino superior na qual eu estudo, abraçaram a decisão e iniciaram esse processo de aulas online.

Virou uma coisa impressionante, hoje já estamos cientes de que o conteúdo será mandado pelos portais de comunicação: redes sociais, emails, portal acadêmico etc... Assim como alguns professores vão ministrar aulas ao vivo, isso mesmo! É uma coisa linda de se ver. Outro ponto de adaptação importante são os médicos dos quais estão dobrando seus plantões e fazendo de tudo para fazerem o que sabem de melhor, salvar vidas! Hoje a gente pode contar nos hospitais profissionais de todas as áreas da saúde assim como voluntários que estão dispostos a ajudar muito nessa caminhada.

Adaptação é a palavra certa. O que menos a gente precisa nesse instante é escrever os pontos negativos disso tudo, o que a gente precisa de verdade é contornar a situação do jeito que podemos para que a gente se sinta bem e feliz. Assim como nossos professores e profissionais da saúde que provam que um vírus não é capaz de parar a saúde e nem a educação. Obrigados a todos eles, obrigado pela ajuda, obrigado por tudo!

Esse post tem como iniciativa te dizer que a gente não precisa parar a nossa vida por estar em quarentena. É algo necessário sim, mas por uma situação atípica e emergencial. Mas manter a saúde mental nesse momento é primordial, garantindo que você possa se cuidar fisicamente com mais empenho e atenção, afinal a nossa mente estando equilibrada a gente consegue viver muito melhor.

Eu queria deixar esse final para esses conselhos e pontos que devemos seguir com atenção determinados pelo ministério da saúde. Não saiam de casa, fiquem dentro das suas residências, lavem bem as mãos, mantenha sua higiene como objetivo principal desses dias em quarentena. Porque mesmo estando dentro de casa o trabalho deve continuar. E como eu falei lá em cima isso aqui não é apenas por você, é por todos. Vamos nos cuidar, vamos nos prevenir, vamos garantir a nossa saúde física e mental agora pra a gente pode desfrutar de todos os beijos e abraços amanhã!

Se cuidem porque a vida é linda! ♥

Foto por: Constantin Popp


Nenhum comentário:

© Adeeh Mello Blog - 2020. Todos os direitos reservados. Criado por: Adeilson Mello. Me siga no Instagram @adeehmello.